n
Serra de Monchique: Cerro dos Picos à esquerda, Fóia ao centro e Picota à esquerda
Glossário - Letra O
Vocábulo Pronúncia Significado Exemplo

Ó

ó

Ou.

Ex: Q'ondo abalares p'a Marmelete, diz qu'ê tamém quer'ir. – Vô-me já. Ó vens ó ficas...

Ô ar

ô ar

Destapado.

Ex: Nã dêxes o pêxe aí ô ar qu' as moscas apoisam log' aí... – Ê já o vô tapar.

Ô bem fêto

ô bem fêt'

Muito; muito bem; depressa; deveras; a sério; com dificuldade; com muito esforço.

Ex: Abalando só agora, p'a chigarmos a horas, temos qu' andar ô bem fêto.

Ô calhas

ô calhas

Ao acaso; aleatoriamente; de qualquer maneira; sem pensar.

Ex: Ad'vinha lá o qu' ê tenho aqui na mão? – Sê cá... Mái vô d'zer ô calhas. É um escolate...

Ô consoante

ô consuant'

Com oportunidade; à letra; de conformidade; a condizer; favoravelmente.

Ex: Já tens vinte anos, mái, enq'onto 't'veres aqui à minha conta, nã fumas. – Ai, o pai pode fumar e ê cá nã posso?!... – Agora respondé-te ô consoante...

Ô dés dará

ôdés dará

Abandonado; desorientado; ao calhas; aleatoriamente; de qualquer maneira; ao Dés dará.

Ex: O qu’é qu’é fêto do Tóino Jôquim qu’há meses que nã o vejo? – Sê cá! Anda p’aí ô Dés dará...

Ô fim

ô fim

No final; finalmente; depois; após; passado; à última; no fim de contas; no fim de resto; vai-se a ver.

Ex: Samií popinos, só naceram ô fim de quái quinze dias.

Ô fim de contas

ô fim de contas

Afinal; ao fim e ao cabo; no fim de contas; ô fim; à última; no fim de resto; vai-se a ver.

Ex: Tanta coisa que d'ziam do moço, ô fim de contas nã foi ele que fez nada disso...

O firme

o firm'

Parte interior do terreno sólido e seguro para apoiar um suporte duma construção.

Ex: Frouxo como este terreno é, q’ond’é qu’a gente acha o firme disto, Senhor? Bem se pode cavar… – Ê nã ‘le disse qu’isto aqui nã era g’ande ideia?...

Ô ladinho

ô ladinh'

À beira; rente; muito próximo; perto; à rés; à rèzinha; arrumado; arrumadinho; ô ladinho.

Ex: Maria, alcança-me lá aí a inxada...– Adonde 'tá ela? – Logo aí ô ladinho dessas ervas...

O Maio

o mái'

1º de Maio; dia de Maio.

Ex: ‘Tejam com Dês. Atã o qu’é que fazem por aqui?... – Viemos aqui passar o Maio. É servido a um coisinho de bolo de tacho?

O melhor que pode ser e haver

o m'lhor que pod' ser e haver

O melhor que há.

Ex: Pode levar à confiança qu' isto é do melhor que pode ser e haver....

O meu

o meu

O meu marido.

Ex: Prima, atão semp'e vai à fêra d' Al'zur? - Vô-me. Já o meu me mandô arrenjar p' ali uma bucha p' à gente levar...

Ô queres

ô quer's

A jeito; a propósito; favorável; como desejado; à justa; jeitoso; bonito; com bom aspecto; bem arranjado; à medida.

Ex: Tal achaste este aguacêro que caí aí? – Olha vê' méme ô queres... Tinha ali umas batatas que precisavam d' água, ficaram regadinhas...

O raça (ou a)

o raça (ou a)

O raio; malandro; estupor; velhaco; badalo; mariola; belhardêro; filho duma magana; magano; estapôr; marafado; malino.

Ex: Olha o raça do moço!... Atã nã vês que já dé cabo do carrinho qu' o padrinho l'e deu...

Ô redor

ô r'dór

À volta; à beira; de roda; à roda.

Ex: Ó moç's, vã lá brincar um coisinho ali p' à rua. Nã nos quero aqui semp'e ô redor de mim.

O vinte nove

o vint'nov'

Espécie de romaria, que consistia na ida colectiva à praia, no dia 29 de Setembro, acreditando-se que o banho desse dia equivalia a ter-se banhado todos os dias do mês. O transporte era feito em carros-de-besta com a viagem a efectuar-se de madrugada a fim de os banhistas estarem na praia antes do alvorecer, tomando, assim, o banho a coberto dos olhares curiosos e trocistas dos habitantes do Baixo Algarve. Actualmente, comemora-se na Praia do Vau, no dia 28 à noite, com uma ceia, em que cada um leva a sua comida e a partilha com todos os restantes. À meia-noite (quase) todos tomam banho no mar.

Ex: Atã, que jêt' nã ires ô vinto nove? – C'm' é qu' ê podia, com o môç'-pequeno ô colo... Nã sabes o que perdeste. Grande pagode...

Obrar

òbrar

Defecar; evacuar; dar de corpo; fazer o serviço; fazer o presente; governar-se; fazer as necessidades; estrumar; sujar.

Ex: Ó homem, o qu'é que tens que 'tás tã 'marelo? – Tenho andado mal da barriga, cust'a obrar. Isto foi qualquer coisa qu'ê comi...

Obrigaçõs (dever)

d'ver ôbrigaçõs

Dever favores.

Ex: Aqui os tês v'zinhos béque-me são boas pessoas. – Podes nã acreditar, más dev'-'le muntas obrigaçõs. Q'ondo preciso, é com eles qu' ê me vejo...

Ocasião

ocasião

Oportunidade; atopo; jeto.

Ex: Jôquim, q'ondo é que m' a arranjas aí um mê cento de tomatêras p' a despôr? – Tã penas tenha ocasião das panhar, logo t' as alcanço além à tu casa.

Ocasião (uma)

um'ocasião

Uma vez.

Ex: Uma ocasião, 'inda ê morava lá naquelas casas velhas do Ti Felhòzinha, na R'Nova, parcé lá um pobrezinho a pedir 'smola já quái ô lusco-fusco, dé-me tanta pena dele que 'le dí gôrida.

Òcharias

òchârías

Coisas sem valor; traquitanas; tranquitanas; tarecos; trugias.

Ex: Tenho p'aqui tanta òcharia neste sobrado que nã sê o que 'le faça... Olha, q'ond'ê morrer, logo dêtam isto tudo fora...

Òculos de pó

óc'l's d'pó

Óculos de sol.

Ex: A moça da T'resa, agora, tem cá uma mania... Désna que l'e deram aqueles óculos de pó até anda toda inchada. Calhando, nem p'a dormir os tira...

Òdespôs

òd'spôs

Depois; despôs; e daí; vai daí.

Ex: Fui semp'andando p'ra diante, òdespôs, encontrí dôs caminhos. Nã sabia pre qual havera d'ir, fui por o que calhou...

Ofender

ôfendér

Magoar; machucar; maltratar; trilhar.

Ex: Dêxa o animal 'tar sossegado qu'ele tem aí a pata ofendida e despôs 'inda coxêa más...

Ogado

ògád'

Confuso; ensarampantado; aguado.

Ex: O Zé Barbas, désna que voltou do Ultramar, nunca mái foi o mesmo. – Ele béque-me anda ògado... Aquilo foi bruxedo. Qu'ê nã acredito em bruxas, mái ninguém me diga qu'aquilo nã foi bruxedo que 'le fazeram!...

Ògar

ògár

Molhar; borrifar a roupa estendida sobre arbustos a còrar.

Ex: T'rezinha, vai lá além ògar a rôpa à mãe. Com este sol nã se pode dêxá-la secar.

Õi!

õi!

Ai!

Ex: Õi! Que dores!... Bati com a cabeça na ombrêra da porta.

Oitavinho ou oitavo

oitavinh' ou oitav'

Medida correspondente a um dezasseis avos do litro; metade de mêcôrtilho.

Ex: Olha, o qu'a gente havera de fazer agora era ir-s'ali ôs Gralhos comprar uma oitavinho dela p'á gente bober...

Olá! Olá!

olá-olá!

Expressão de surpresa ou admiração.

Ex: Olá! Olá! Esta agora é que foi boa... Atã nã m'esqueci de trazer mêa dúiza d'ovos qu'ê tinha lá p'a te dar?!...

Olha que esta!... ou olha que essa!

olha qui esta!... ou olha que essa

Expressão de surpresa, admiração, desgrado ou discordância; que chatice; que aborrecimento; cachamorra!; pôceras!; punhão!; punhana!; punhana mundo!; punhefra!; fado dum cabrão!; fado dum ladrão!; raça!

Ex: Olha que esta!... Soltaram-se-me as galinhas, deram-me cabo da quela lêra d' alfáiças!...

Olhar o astro

ôlhár'o astr'

Observar o céu com o intuito de obter informações de natureza meteorológica.

Ex: Dêxa-me lá olhar ô astro a ver que tempo faz amanhã...

Olhar por

ôlhár p'r

Tomar conta de; procurar.

Ex: Palinha, olha aí por o menino enq'ont'ê vou lavar uma rôpinha ali p'ô tãinque da fonte. Mái tem cudado nã 'le vá acontecer algum mal...

Ôlhêra

ôlhêra

Mancha circular em volta dos olhos, resultante, geralmente, de uma noite perdida, doença ou cansaço.

Ex: O qu'é andaste a fazer esta noite p'a teres umas ôlhêras dessa manêra?... Nã dormi quái nada com uma dor que tenh'aqui nesta perna.

Olho a luzir (com o)

ôlh'a luzir

Interessado; tentado.

Ex: Zé Manel, anda com a gente. – Nã. Ê nã vô. – Ele diz que nã vai, mái já 'tá com o olho a luzir... .

Olho da mó

ôlh' da mó

Buraco central da mó superior, por onde entra o cereal, grão a grão, para ser moído.

Ex: Q'ondo se põe o milho p'a drento do olho da mó tem que ser com conta p'a nã ser demás.

Olvêro

olvêr'

Oliveira brava; zambujo.

Ex: Um dia destes tenh' q' cortar aqules olvêros p'ôs enxertar. Calhando, enxert'-os de maçanilha.

Ombrêra

ombrêra

Cada uma das partes laterais da grade da porta; lumiêra.

Ex: Estas ombrêras desta porta f'caram munto bem assentes, nã haja dúv'da... Olha-me só p'à fresta qu'a porta tem aqui em baxo...

Ombrio

ombrio

Que apanha pouco sol; sombrio.

Ex: Qu'ria samear umas alcagóitinhas, mái atã ist'aqui é munto ombrio... e elas gostam é de sol na rama e água na raiz. Nã sê o que faça.

Ontesdontem ou ontontem

ont'sdóntem ou ontóntem

Anteontem; antesdontem.

Ex: O tempo vai munto quente. Até o tãinque da pedra de zorra já ajunta menes água. Já ontesdontem, q'ondo fui regar, notí isso. Dé-me p'a uma quadra a menes qu'o c'stume.

Ontordia

ont'rdia ou onturdia

Há dias; um dia destes; ôtro dia.

Ex: Ontordia, fui à Refóias, q'ondo cheguí ô pé da êra das gamarras, salta-me um escalavardo p'la carrelêra, logo atrás ôtres dôs d'enfiada... Até era engraçado, béque-me quái a chêrarem no rabo uns dos ôtres... Mái meteram-se log'ô mato assim que me viram.

Opar

opar

Inchar; ficar oco; alcofar.

Ex: Nã vês, a massa já 'tá a opar. Q'ondo ela 'tá assim, é sinal que já se pode tender. Alcança-me lá ali o tabulêro.

Opas p'a gaiatos (não há)

nã há opas p'a gaiat's

Assunto só de adultos.

Ex: O qu'é que foi, Zé Manel? Conta-me lá. – Ist'aqui nã há opas p'a gaiatos!... Vá lá brincar com os môces pequenos...

Opinioso

op'niôzz'

Interessado; com ideias; com opinião; crusidoso.

Ex: Aqui o ti Zé tem a horta toda em condiçõs. Tudo cavadinho, nem uma erva... – Ele é munto op'nioso com as coisas dele...

Opôr-se

ôpôr-s'

Decidir-se; resolver-se; pegar em si; dar ordes; dar-se ô trabalho.

Ex: Ó Jôquim, q'ond'é que t' opõs a arranjar ali a porta da pecilga?... Um dia destes, o pórco inda foge e 'pôs quero ver... – Foge o quem... Ê log'arranjo aquilo q'ondo t'ver vagar.

Ora nãinques!... ora nãinq's!... Ora bem!...; claro!; obviamente!... Ex: Olha, já dizem p'aí qu'o Zé do Velado já fez um filho à môça. – Ora nãinques!... Aquilo nã custa nada e ela, calhando, tamém nã disse que não...

Ora! ora!

ora-ora!

Expressão de desconfiança, desdém ou discordância; tá bem dêxa!...

Ex: Sará verdade qu'a Bia 'tá p'a menino? Até me custa a crer. Tã sessogadinha, sessogadinha... – Ora! ora! Quái semp'e sã as piores... – Atã agora têm que se casar à pressa...

Orgada

orgada

Corpo; esqueleto; ossos.

Ex: 'Tô aqui que nem sint' a orgada. Já esta manhã carreguí más de vinte canastras de esterco p'ôs cantêros. – Ó Antóino, nã trabalhes tanto que dás cabo de ti. Logo carregas o resto, àmanhã.

Ôrío

Ôrío

Barulheira; algazarra; barulho; alarido; lanedo; cagaçal; escalhada; urrada; banzé.

Ex: Juntô-se aquela malta toda ali, faziam cá um ôrío... Nem se dava falado uns com os ôtros.

Orvalhêra

orvalhêra

Orvalhada; humidade; brandura.

Ex: Inda fui ôs cantêros a ver se panhava uma ervinha p'ôs coelhos, mái nã dí. Tá aí uma orvalhêra qu'antes do mê-dia nã se dá fêto nada.

Os más ou as más

os más ou as más

Os outros; quaisquer uns; a maior parte; muitos.

Ex: Ó filha, a gente cuda cá na nas nossas coisinhas. Com os más a gente nã s’emporta.

Os menos ou as menos

os men's ou as men's

A menor parte; muito poucos.

Ex: Despôs dos encêndios, inda hôve algumas sobrêras que rebentaram. – Mái isso sã as men's...

Ôs quatro

ôs quatro

A galope; com os quatro pés no chão; aos quatro.

Ex: È pá! Este burro é uma classe!... Ponho-o a andar ôs quatro, parêce um cavalo...

Ôsío

ôsío

Uso; utilização por muitas pessoas.

Ex: Este caminho tem cá um ôsío... Mái d'adonde é que vem tanta gente, Senhor? – Atã nã vês qu'é a passaja desses sitos todos aí de trás p'à Vila.

Ôsío (dar)

dar'ôsío

Permitir a passagem ou utilização da sua propriedade por estranhos.

Ex: P'a d'zer a verdade, dá-me pena de nã os dêxar passar por aqui. Mái atão, se vamos dar ôsío méme aqui por a rua, devassam isto tudo à gente. Más olhe, façam lá carrelêra ali pre trás, qu'é só más uma voltinha, e a gente fica más sossegados.

Osso (em)

em ôss'

Em pelo; sem albarda.

Ex: Munto gost' ê cá d' andar a caval' em osso... Oh, filh', iss' és tu qu' és novo. Agor' ê cá, se m' amontass' em osso, caía logo.

Ôtro dia

ôtr' dia

Há dias; um dia destes; ontordia.

Ex: O qu' é que tem, parente, que vem aí a coxear dessa manêra? – Dé-me aqui uma dor nesta perna... Já, ôtro dia, me tinha acontecido o mémo.

Ôtro tempo ou ôtros tempos

ôtr' temp' ou ôtr's temp's

Antigamente.

Ex: Inda esta foice te dura?!... – Cala-te aí... Isto material d' ôtro tempo... Nunca mái se estraga.

Òvêro

òvêr'

Comprador de ovos; conjunto dos ovos em formação existentes no interior das aves e do respectivo órgão produtor.

Ex: Já tenh' aqui tantos ovos que nã sê o que l'e faça. A òvêra nã parece cá há uma preção de tempo... A prim' Marí T'mé? Atã ela tem 'tado p'além com uma dor, coitadinha, nem se dá mexido. Ah... ê bem m'admirava...

Ôvido do forno

ôvíd' do fôrn'

Respirador; respiradoiro.

Ex: Mái atã o fogo tá tã enrolado... O forno, assim, nunca mái aquece. Ó Zèzinha, destapa lá ali o ôvido do forno um pôcachinho.

Ovo da graça

ôv' da graça

Primeiro ovo de uma franga. Acreditava-se que quem o comesse beneficiaria de uma graça especial, nomeadamente, inteligência, pelo que a mãe o dava a comer a um dos filhos. Geralmente, o mais novo.

Ex: Joanito, come lá este ovinho da graça que faz bem ôs meninos. Qu'é p'a q'ondo seres grande, seres munto intel'gente. Assim com-mo o senhor dôtor.

Email: refoias
©O Parente da Refóias
Última mexida: 19-Jul-2010

Site Meter