Serra de Monchique: Cerro dos Picos à esquerda, Fóia ao centro e Picota à esquerda
Glossário - Letra S
Vocábulo Pronúncia Significado Exemplo

S. João

sã joão

Junho.

Ex: 'Tô aqui a samear umas bejoarias, a ver s' em S. João já tenho popinos capazes. O pior é s' ele inda chove pr' aí, qu' eles nã te narcem...

S. Tiago

sã tiag'

Julho.

Ex: Que dia é hoje? Vinte nove de S. João. – O S. Tiago 'tá 'í à porta...

Sa senhora

sa s'nhôra

Sim senhor.

Ex: Mái, mecêa inda nã me tinha dito isso... – Já, sa senhora!...

Sa senhora boa vida

sa s'nhôra boa vida

Descontraidamente; descontraído; à vontade; muito bem.

Ex: Mái atã o qu' é que se dé ali p'ra baxo que vena aí nesse estado?... – Olha, vinha ali munto bem sa senhora boa vida, parêce-me uma cobra no mê do caminho, panhí cá uma rabana!...

Saber que nem ginjas

saber q' nem ginjas

Saber muito bem; agradar muito.

Ex: Comam aqui qualquer coisinha com a gente, prima Maria... Ó já jantô? – Já jantí há um belo pôco. C'mi umas papinhas com t'mates, saberam-me que nem ginjas!...

Sabido

sabid'

Esperto; vivaço.

Ex: Já viste aquele marafado do Tóino?!... Anda-me a querer inganar com uma cbra moncha qu' ele tem p' ali... – Toma conta com ele, qu' aquilo é munto sabido...

Sabugo

sâbúg'

Parte interior da espiga do milho (maçaroca) onde os grãos de milho estão fixos.

Ex: Já des-sabugamos o milho todo, agora nã sê que faça a tant' sabugo. – Atã, iss' tem alguma coisa que saber?... Jogam-se p' ô curral dos porcos e, se serem muntos, quem-ma-se o resto.

Saca

saca

Saco de serapilheira.

Ex: Méme a chover, tenh' qu' ie ali b'scar um cânt'ro d' água, que nã tem's nenhuma em casa, nem p'a b'ber. – Atã põe uma saca na cabeça p' a nã te molhares. 'Per' aí, qu' ê faç'-l' um capuz.

Sacada (de)

d'sacada

Aos solavancos.

Ex: O Tóino nunca mái aprende a andar de b'cicleta a motor. Já a tem há mái dum inda arrenca sempre de sacada... – O homem nã tem queda p' àquilo, nã serve de nada l' insinarem...

Saca desenlaca

saca d'senlaca

Sem se esperar; contrariamente às expectativas; sem mais nem menos; inesperadamente; de surpresa; sem más esta nem más aquela; tã penas; de chofre; de rompante; de ramotão; em menos de nada; num nadinha.

Ex: Aquil' era uma môça tã s'ssogadinha, nã podia sair d' ô pé da mãe e tal e tal, s ca desenlaca, 'parce´' de barriga grande... – Agora tem de casar à pressa...

Sacanistra

sâcâ-nístra

Sacana; velhaco; malandro; badalo; mariola; belhardêro; magano; o raça; filho da pucra.

Ex: Um sacanistra daqueles des qu' era mê amigo, agora vê lá o qu' ele me fez... – Ist' nã se pode acreditar em ninguém, Zé.

Sacuáso

sâcuázz'

Se por acaso; se.

Ex: Adonde vás, Zé? – Vô-me à do ti 'Náiço dos Pôrtos b'scar um bacorinho qu' ê l'e comprí. S'acuáso ele nã 'tá im casa, é que 'tá torta, que perco o mê tempo...

Safo

saf'

Decidido; atrevido; espevitado; espertalhão;  desenrascado; limpêro; lampêro; ligêro.

Ex: Nã vês o Luizinho. Um m'çalho novo e já se põe ali a falar no mê' de toda a gente, com-mo se fosse alguém... – É um moço safo. Assim é qu' ê gost' deles...

Saganheta

sâgânhéta

Sacana; pateta; sacanistra; trôxa; basbana; engònhado; atado; alma do diabo; paspalho; aventêsma.

Ex: Ó saganheta, atã dêxas o tê mano, qu' é mái novo, te bater?... – El' é munto ruim...

Sagôrro

sâgôrr'

Sovina; avarento; avaro; forreta; fònica; interessêro; agarrado.

Ex: Vê lá se pagas aí uma rodadinha p' à gente, Zé!... – Era o que faltava!... – É pá, munt' sagôrro me saíste...

Saias altas

saias'altas

Saia curta acima do joelho.

Ex: Além a Ana dos Pic's nã 'tará vergonha d' andar em saias altas daquela manêra?... – Désna qu' o homem morreu, mal alevantô o luto, c'meçô naquilo...

Saìcêro ou saíço

sa-ìcêr' ou sa-íç'

Variedade de salgueiro muito abundante nas ribeiras e barranco. Por vezes, era podado rasteiro para lhe aproveitar as vergas utilizadas para os mesmos fins que o vime: canastras, cestos, etc; saíço.

Ex: Que linda cestinha que tens aí, Rita. – Foi o mê pai que mansô fazer com verga de saìcêro.

Saída

saída

Opinião; iniciativa; arrencada; répla; dichote; tirada.

Ex: Olha que bela saída qu' ele teve agora... Dessa nã esperavas tu.

Salgadêra

salgadêra

Caixa de madeira onde se acomodam as diversas peças do porco a conservar em sal.

Ex: Vamos fazer aqui uma manita ôs três-setes, parente? – Ê agora nã poss' jogar à carta qu' ê quero c'meçar a pôr aquelas peças de toicinho na salgadêra.

Salitre

sâlítr'

Resíduos de sal.

Ex: Já notaste que tens essa parede chêa de salitre? – Isto, nôtro tempo, tinham a salgadêra aqui ô pé...

Salmoira

salmôira

Água salgada que se forma no fundo da salgadeira e escorre para o chão, provocando o aparecimento de salitre que se pode propagar às paredes próximas.

Ex: Tens a salgadêra encostada a essa parede, um dia destes, com a salmoira que escorre p' ô chão, parêce-te aí salitre...

Saltão

saltão

Larva; varêja; plural: saltõs.

Ex: Mái atã aquil' é um rato morto que 'tá ali... – Pôs é. E já 'tá chê' de saltõs. Pfu, que fador!...

Saltar

saltar

Responder bruscamente; tomar a palavra; entrar na conversa; dar réplas.

Ex: Ó Antóino, p'a que é saltares dessa manêra com-migo?... Nã podes d'zer as coisas dôt'a manêra?...

Salva

salva

Safa; salvação; desculpa; agarra.

Ex: Se t' apanho ôtra vez a mexer aí em alguma coisa, nã tens salva nenhuma.

Salvar

salvar

Saltar para além de ou por cima de.

Ex: Aquil' é do mái safo qui há. Uma ocasião, vi-o salvar ali uma parede que tinha quái dôs metr's d' altura... Pôs uma mã' assim, dé' uma volta, f'cô no ôt' lado...

Samôquêra

sâmôquêra

Samouco, árvore.

Ex: Além naquelas samôquêras é um bom ponto p'a panhar piscos.

Sangria desatada

sangria desatada

Pressa; urgência; fandeliro; correpio.

Ex: Prima, aqui tem o sê funil d' incher chôriças. E m't' ôbrigada. – Atã, inda ontem o levô... Isso nã era nenhuma sangria desatada... Logo o trazia....

Sanjoanada

sanjoanada

Comemoração do S. João nas Caldas de Monchique; festa de S. João.

Ex: Este ano nã quero perder a sanjoanada das Caldas.

Sapêro

sâpêr'

Águia cobreira; águia.

Ex: Tem cudado com os pintos, qu' anda além um sapêro nos ares, ina t' os vem b'scar.

Sapatinho

sâpâtinh'

Presente de natal.

Ex: Nã sê o qu' hê-de dar de sapatinho ôs mês môces-pequenos... – Ó m'lher, dá-l'e uma rôpinha....

Sapatos d' ôrelo

sâpatchdôrel'

Sapatos manufacturados, com sola de coiro, gáspea e traseira de pano grosseiro tecido à mão e pele de coelho na 'orelha' (peito do pé).

Ex: Nã sê o qu' hê-de dar de sapatinho ôs mês môces-pequenos... – Ó m'lher, dá-l'e uma rôpinha....

Sapo-sapinho

sap'-sâpính'

Girino; fora larvar do sapo, rã e salamandra.

Ex: Olha lá tant's sap'-sapinh's além no fundo do chafariz. – Dêxe-me lá ver, mãe... Ai, que bonit's...

Sarapintado

sârâpintád'

De várias cores; de cores indefinidas; colorido.

Ex: Inda tens aí o tal galo sarapintado. – Tenh'. Anda p' aí atrás das galinhas. – O marafado picava. Era só a gente ir p' ô lad' dele, alvoraçava, logo, as penas do bescoço...

Sardinhas albardadas

sardinhas albârdádas

Sardinhas fritas sem espinha, previamente, abertas ao meio e passadas por farinha e ovo.

Ex: O qu' 'e qu' ê hê-de fazer p'a se levar, amanhã, p' ô nosso passêo? – Faz umas sardinhas albardadas, m'lher.

Sardinhas garrentas

sardinhas garrentas

Sardinhas conservadas no sal durante muito tempo.

Ex: Gostas de papas? – Gosto. Mái nã m' as deêm com sardinhas garrentas qu' ê nã vô com aquele chêrum do pêxe...

Sarengonho

sârengônh'

Fartura; frito; malacueco.

Ex: Comprí mêa-dúiza de sarengonh's na fêra de Monchique, inda aqui tenho dôs. Queres um? – Que bem que me calha...

Sarguaço

sârgu-aç'

Erva; silvalhos; sivalhos; sarguaços.

Ex: Já trataste dos bichos? – Dí-l'e p' ali uns sarguaços. Más aquilo foi coisa pôca...

Sarilho

sârílh'

Espécie de roldana; utensílio constituído por um cilindro de madeira com uma manivela em cada ponta utilizado habitualmente na construção de poços para içar o entulho em baldes ou canastras através de uma corda que enrola e desenrola no próprio cilindro.

Ex: Hoje, tem's que montar o sarilho qu' o poço já ' tá munto fundo e nã se dá tirad' a terra assim. – O melhor era agente c'meçar já.

Sarmagalhonas

sârmagalhonas

Variedade de migas, confeccionadas na frigideira com farinha de trigo escaldada e banha de porco. Frita-se a massa lentamente, enquanto se vai enrolando. Numa versão mais rica, podem-se acompanhar com torresmos, donde se aproveitou, previamente, a gordura; nome também dado às migas tradicionais confeccionadas com restos de pão duro amolecido em água e frito na gordura.

Ex: Agora já pôco de faz, mái nôtros tempos, usava-se a comer sarmagalhonas, qu' era uma coisa qu' ê cá gostava munto.

Sarôido

sârôid'

Serôdio; tardio; no tarde (que vem).

Ex: Samií este milho munto sarôido, se vem chuva no cedo, nã no dô secado. – Tarás qu' o pôr ali no sobrado, que semp' é más arejado.

Sarrado (estar)

'tar sârrád'

Chover persistentemente.

Ex: Vô-me imbora p'ra casa qu' isto, mái logo, é noite. – Toma lá um chpé de chuva qu' ele 'tá aí sarrado, nã descampa tã cedo...

Sarrafo

sârráf'

Bocado de madeira fino e comprido, geralmente resultante da fragmentação de uma tábua; règota; ripa.

Ex: Dêxa-me lá trazer log' uns q'ont's sarraf's p'a casa, nã vá ele p' aí chover e, depôs, nã dô acendid' o fogo. – Vá qu' ê tamém trago um braçado de lenha grossa.

Sarrar-se de água

sarrar-s' d'água

Chover persistentemente.

Ex: Tã penas chiguí aqui, sarrô-se d' água, inda nã parô. – E nã tem jêto de escampar...

Sarrubeco

sârr'béc' (como em beco)

Tecido grosseiro para fazer calças, que, geralmente, levavam botões de ferro.

Ex: O ti Manel do Alto inda usa umas calças de sarrubeco. É coisa que já nã se vê munto. – Semp' o conheci usar aquelas calças. Tamém, já 'tã' más puídas que puídas...

Sastefação

sâst'fação

Satisfação.

Ex: Que grande sastefação qu' ê tive no fim da missa!... – Atã, perquém? – O Sr. Prior vem cá fazer a v'sita da Páscoa à nossa casa...

Sastefêto

sâst'fêt'

Contente; satisfeito.

Ex: 'Tás assim tã sast'fêto p'r mode quem? – O mê pai disse-me que s' ê cá passar na quarta classe, compra-me uma b'cicleta ...

Sê cá!

sê cá!

Não sei; sei lá!; munto sê eu!

Ex: Ist', hoje, choverá? – Sê cá! béque-me 'tácom cara diss', más ele, às vezes, engana.

Se calhar

s'calhar

Provavelmente; talvez; possivelmente; calhando; nã ter nada em; nã ter nada im.

Ex: 'Tô a ver o tempo duma manêra que, se calhar, chove. – Ah, iss' é quái certo. Ele 'tá além do lado da mãe, má da volta...

S'ê fosse a ti (si, ele, ela, vocês, eles)

s'ê foss'a ti (ele, ela, vocês, eles)

No teu lugar (seu, dele, dela, vosso, deles).

Ex: O mê burro tem ali uma f'rida numa pata, nã sê o que faça. – S'ê fosse a ti, levav'-ô ô alvêtar, entes qu' aquil' areje e seja pior.

Secura

s'cura

Sede.

Ex: Com este calor, já 'tô chê' de secura e desqueci-me do barril lá ô pé da fonte. – Dêxa qu' ê vô b'scá-lo qu' ê tamém 'tô com sede.

Segurêlha

s'gurêlha

Peça de madeira presa no centro da pedra inferior da mó de forma a manter a superior concêntrica e em movimento rotativo uniforme.

Ex: Esta sigurêlha já 'tá munto gasta, a mó abad dum lado p' ô ôtro, cust' a dar conta disto... – D'mingo, logo se pede lá ô mestre Jôquim p' a fazer uma nova.

Seguro (nã estar)

nã 'tar s'gur'

Ameaçar chover.

Ex: Ist' irá chover? – O tempo nã 'tá nada seguro, nã senhora. É más cert' iss' qu' ôtra coisa.

Seja bem parcido seja bem pârc'id' Saudação de chegada. Ex: 'Tejam por aqui com Dés. – Seja bem parcido, mê amigo. Há bem munto tempo que nã o via.

Selha

sêlha ou sélha

Balde de madeira; utensílio em madeira do tipo do alguidar, geralmente utilizado como banheira ou balde para as lavaduras.

Ex: Em podendes, lev' aí a selha e despej' as lavaduras lá na pia dos porc's, fazendes favor.

Sem jêto nem trambelho

sem jêt' nem trambêlh'

Sem graça; horrível; muito feio; disparatado; sem lógica.

Ex: Já viste o vestido qu'a Jôquina leva hoje? – Já. Mái atã aquilo é uma coisa sem jêto nem trambelho.. Ela nã tará vergonha?...

Sem más esta nem más aquela

sem más'esta nem más'aquela

Sem mais nem menos; sem explicação; sem aviso prévio; de imediato; repentinamente; nã estar com más esta nem más aquela; tã penas; de chofre; de rompante; de ramotão; em menos de nada; num nadinha; sem más nem quem.

Ex: Atã e o Manel? – 'Tava aqui munto bem, sem más esta nem más aquela, des'par'ceu, nã sê o que foi fêto dele.

Sem más nem quem ou sem mái nem quem

sem más nem quém ou sem mái nem quem

Sem mais nem menos; sem explicação; sem aviso prévio; de imediato; repentinamente; nã estar com más esta nem más aquela; tã penas; de chofre; de rompante; de ramotão; em menos de nada; num nadinha; sem más esta nem más aquela.

Ex: Atã e o Manel? – 'Tava aqui munto bem, sem más nem quem, des'par'ceu, nã sê o que foi fêto dele.

Sem tirar nem pôr ou sem pôr nem tirar

sem tirar nem pôr ou sem pôr nem tirar

Exactamente; precisamente; tal e qual.

Ex: Já repàiraste qu' o meçalho dá ares ô pai?... – Aquilo é a cara do pai, sem tirar nem pôr...

Semêlha

s'mêlha

Semente; bagulho.

Ex: Tenh' aqui estas semêlhas de lentilha, nã sê s' as samêe se nã ligue a ist'... – Ó homem, samêa umas q'ontas qu' ê gost' de fazer iss', às vezes, com-mo quem faz fêjão.

Semêlhas

s'mêlhas

Sementes de joio e outras ervas daninhas restantes na joêra após o acto de joerar o trigo.

Ex: Q'ond' acabares de joêrar, põe as semêlhas aí num montinho qu' iss' sã' boas p' às galinhas. – Ê já 'tô a gôrdá-las aqui nesta alcôfa.

Sementão

s'mentão

Pepino de maiores dimensões que fica na pèzêra para produzir sementes para o ano seguinte.

Ex: Esse pepin' aí, nã o panhes qu' é p'a ficar p' a sementão. – Mái atã, q'ont's sementõs é que tu dêxas este ano?... – É os que ser preciso.

Sempre-noiva

sempr'-noiva

Grinalda; pedra da lareira; pedra do lar; noiva.

Ex: Aquela sempre-noiva ali, agora, 'tá munto bonita carregadinha de flor... – Fui ê cá qu' a despus, faz três anos. | Já agora que 'tás a caiar a casa p'r fora, nã t' esqueças de caiar aqui ô redor da sempre-noiva, qu' ist' 'tá já aqui munto tisnado. – 'Teja descansado qu' ê nã m' esqueço.

Senhor

s'nhor

Pessoa importante pelo seu cargo, posses, conhecimentos ou posição social.

Ex: O senhor Prior passô ali, ia com o senhor Mascarenhas. – P' a dond' é que será qu' el's vão...

Senhora (Minha)

m'nha s'nhora

Professora.

Ex: A minha Senhora sabe ensinar tã bem!... Mái q'ondo se zanga pobre do que nã saiba a tabuada... Leva reguadas qu'até ferve...

Sentido

sentid'

Atenção; intuito; intenção; esperança; ofendido; chocado; sensibilizado; fito; sintido.

Ex: Se pensas que levas alguma coisa daqui, tira daí o sentido que nã tens sorte nemhuma...

Sentir-se

sentir-s'

Ressentir-se; sofrer; ofender-se.

Ex:Atã, 'tas coxo dessa perna? – ´Tô-me a sentir duma queda que dí antontem, ali prebaxo... | Olha qu' ela nã 'tá munto contente contigo... – Atã, senti-se d' ê cá l'e ter dito aquilo?...

Ser de adregue

ser d'adreg'

Ser pouco provável; ser difícil; ser má de; estar má de.

Ex: Já tem a renda toda acabada, ti Maria? – Isto 'tá munto má de fazer. Só lá p' à semana eé d' adregue 'tar fêta...

Ser de caso

ser d'cazz'

Ser verdade; ser possível.

Ex: Sará de caso qu’éle tenha fêto uma coisa daquelas?!... Ê tamém me cust' à acreditar...

Ser de mão

ser d'mão

Ser o primeiro a jogar no iníco duma partida.

Ex: Quem é qu’é de mãe? – Sou ê cá. – Atã jogue!

Ser elas

ser elas

Ser difícil; ser um problema; estar o diabo.

Ex: Agora é que vã ser elas... – Atã nã vês quem vem ali... O pai da moça.

Ser má de

ser má'd'

Ser difícil; ser d’adregue; estar má de.

Ex: Com-m' é que se faz esta renda, ti Maria? – Ist' é munto má de fazer. Más ê logo t' ensino.

Sereno

s'ren'

Relento.

Ex: Calhando, é melhor a gente ir ali p' a casa, qu' ist' nã é grand' idéa 'tar aqui à apanhar este sereno. Lá niss' tem mecêa tod' a rezão.

Sermenho

s'rmenh'

Soromenho.

Ex: Aquele sermenhêro dêxô de dar sermenhos, tenho qu' o cortar. – E é uma fruta qu' ê cá gosto tanto...

Serrão

s'rrão

Serra de grandes dimensões, com duas pegas utilizada para serrar longitudinalmente troncos de árvore transformando-os em tábuas. Era manuseada simultaneamente por dois serradores, sendo o tronco colocado em cima de um cavalo de madeira.

Ex: Tóino, alcança lá 'í o serrão e vamos com'çar a serrar este pau qu' é p' a ver s' a gente inda ganha o dia. – Atã nã s' havera de ganhar... Ind' agora é de manhã e os dias sã bem grandes...

Serrilha ou serrilhão

s'rrilha ou s'rr'lhão

Aziar; freio para as bestas constituído por um ferro curvo com serrilha que se prende ao cabresto e à arreata de modo a que, quando se puxa por esta, pressione o bêço inferior do animal obrigando-o a obedecer; serrilhão; azial.

Ex: Pai, o burro já tem aqui uma f'rida no beço p'r ca'sa do serr´lhão. – Pôs atã, ele anda ruaz, tem's semp'e que l'e 'tar a puxar p'r' à arreata...

Serro

serro

Ver cerro.

Serventia

s'rventia

Utilidade.

Ex: Olhe lá o qu' ê encontrí ali. Um pneu velho. – Joga iss' fora, filho. P' a qu' é que tu quer's isso, s' iss' nã tem serventia nenhuma? – É p'ra mim brincar.

Serventia (dar)

dar s'rventia

Ajudar no ofício de pedreiro.

Ex: Manel, nã queres ir trabalhar com-migo? Agora nã tenho ninguém p'a me dar serventia. – Em acabando de samear as batatas, poss' ir.

Serviço (fazer o)

fazé'o s'rviç'

Evacuar; defecar (geralmente ao ar livre, no campo, atrás de um arbusto); obrar; dar de corpo; governar-se; fazer as necessidades.

Ex: Esta famila nã tem méme vergonha nenhuma... Nã vês onde vieram fazer o serviço, mém' aqui no mê' do caminho?... – Bu! que nonjo!...

Servidiço

s'rv'diç'

Usado frequentemente; sujo por ter sido usado.

Ex: Este caminh' 'tá munto pisado. – Pôs, é munto servidiço além p'r aquela famila do Val'-d'-Água. Passa tudo aqui.

Servir-se de

s'rvir-s' d'

Ter relações sexuais com; copular; chegar; galar; enganar.

Ex: Aquele mariola do Penisga servi'-se da moça e agora nã quer casar com ela. – Ê semp'e disse qu' aquil' nã ia dar certo. Ora um valdevin's daqueles...

Sesma

sesma

Aceiro; estrema da propriedade.

Ex: Com-m' é qu' ê dô panhado aqueles madronhos além no conto de cima, com um mato daqueles? – O melhor é ires semp' ali pr' a sesm' acima, em chegand' à altura, tornas pr' a baxo e vás dar com eles.

Sésse

séss'

Fosse.

Ex: Des qu' eles 'tã a pensar fazer uma pista d' aviação lá bico da Fóia, más ê cá nã acradito... – Que jêto?!... S' isso sésse assim, os homens 'tavam parvos... E nã na davam lá fêto. Alguma vez?!...

Sesso

sess'

Nádegas; traseiro; cu.

Ex: Mái atã, o qu' é isso? Béque-me vens coxo. – Cala-t' aí, parcé-m' um bechôco aqui no sesso, cust' a andar.

Sete e mêo

set'e mêo

Quinze centavos.

Ex: Venda-me lá 'í uma caxa de forfes. Q'ont' é qu' custa? – Um cruzado. – Mái atã, só tenh' aqui sete e mêo... Log' l'e dô o rest' amanhã.

Sètestrelo

sèt'strél'

Ursa maior.

Ex: Q'ond' calha, gosto de me pôr aqui a olhar um pôcachinho p' ô céu a ver a' strelas. Nã vê além o sètestrelo? – Ê cá nã vej' nada. Só vej' estrelas...

Sezão

sezão

Ímpeto; tentação; vontade; gavierra; veneta; géno; ravasca; derrepente; alvriamento; ganas; rabeada.

Ex: Mái atão, que jêto ele fazer uma coisa daquelas?... – Sê cá!... De repente, dé-l'e aquela sezão, fez aquela desgraça...

Sigundêras

sigundêras

Batas de semente obtida da produção das filhas do saco.

Ex: Parente, estas batatas saíram-l'e um coisinho miúdas... – Nã vê, isso sã já sigundêras...

Sigund’ e conforme

sigund’e conform'

Depende; consoante e conforme.

Ex: O qu' é qu' é melhor, chover ó fazer sol? – Sigund' e conforme. Tant' faz falta chover com' de fazer sol.

Silvalho ou sivalho

silvalh' ou sivalh'

Erva ou arbusto tenro, próprios para os animais comerem; sarguaços.

Ex: O mê pórc', désna que l'e c'mecí a dar milho já nã quer c'mer mái nada, o marafado... – Ist' nã se pode ingar burr's a sivalh's qu' eles ficam de má boca...

Sinal

sinal

Sarda; marca; mancha.

Ex: Que sinal é esse que tens aí no bescoço? – É uma sarda qu' ê semp'e tive aqui désna que narci.

Sintido

sintid'

Atenção; intuito; intenção; esperança; ofendido; chocado; sensibilizado; fito; sentido.

Ex: Se pensas que levas alguma coisa daqui, tira daí o sintido que nã tens sorte nemhuma...

Sito

sit'

Sítio; local; banda; ponto.

Ex: Amanhã, tenho qu' ir ô Arroio, logo de manhãzinha. – adond' é que fica esse sito? Inda nunca lá fui.

Só queria

só q'ria

Quem me dera... ; tomara.

Ex: O compad' Zé des que só vende a cortiça a cent' e oitenta escudos. – Só queria que l'os dessem... Ê cá p'r cento cinquenta à arroba, vend' logo.

Só se 'tá adonde se parêce

só s' tá adond' s' parêç'

Não se pode estar em dois locais ao mesmo tempo; só se pode estar num local de cada vez.

Ex: Parente, nã quer vir à minha morteporque, amanhã?. – Olhe, nã dô. Já dí palavra d' ir à do mê compad'e Tíno Folhêrasca. – Nã me diga!... E ê cá que me calhava tã bem que mecêa viesse... – Atã qu' é que mecêa quer, isto só se 'tá adonde se parêce...

Soàlhêra

suàlhêra

Calor intenso do sol; torrêra; calma.

Ex: Esta tarde andí a cavar aquele cantêro além na Quinta do Rato, 'tava além uma soalhêra que nã s' aguentava... – Pôs aquilo fiva além numa cova...

Soàlhêra (à)

à suàlhêra

Sob calor intenso do sol.

Ex: Nã andes aí à soalhêra sem um chapé' na cabeça, qu' isso faz-te mal... – Ê vô já p' à sombra.

Soàlhêro

suàlhêr'

Solarengo; com muito sol; que apanha muito sol.

Ex: Que belo dia que 'tá hoje p'a ir dar um passêo. Soàlhêro e sem vento nenhum. – Até dava gosto. Mái atão e o vagar... .

Soar

soar

Ouvir-se; constar; ouvir-se dizer.

Ex: Aquela m'lher além das Bicas... Dés quêra qu' ê m' engane. – Tem soado por 'í munta coisa, tem...

Sobiado quadrado

subiad' q'ôdrád'

Assobio muito estridente, obtido, geralmente, com um dedo na boca.

Ex: Sabes dar sobiados q'ôdrados? – Pôs sê. Calhando melhor que tu. É só pôr os dedos na boca e assoprar.

Sobrado

subrad'

Primeiro andar, feito geralmente em tábuas de pinho, utilizado para arrecadação geral, incluindo, a palha para o gado.

Ex: Vai lá ali ô sobrado e traz-m' um cestinho e batatas, Pa'linha. – Ai, munto m' aborrêce...

Sobrecarga

sôbr'cárga

Espécie de cilha, mais comprida, para apertar a carga das bestas.

Ex: Alcança-me lá 'í a sobrecarga, qu' ê nã dô chegad' lá... – Vá qu' ê empurr'-la com este pau.

Sobrecomprido

sôbr'comprid'

Alongado.

Ex: Pôs olhe, tenho lá um belo pórco. Méme com' ê gost' deles. Assim sobrecomprido, mái já em mêas carnes. – O mê atão, parêce um blôto. Curt' e grósso.

Sobrêra

subrêra

Sobreiro; sobro.

Ex: Que bela sobrêra qu' ê cá tenho aqui!... – É uma arve valente, sa senhora... – Inda, faz três anos, dé-me bem umas quinze arrobas de cortiça, veja lá!...

Sobrêras

subrêras

Montado.

Ex: Adonde vai com esse costal às costas, parente? – Vô-me ali às minhas ssobrêras ver se panho uma manchinha de folhas p'à cama do pórco.

Sobro

sôbro

Sobreiro; sobrêra.

Ex: Ist' é lenha de sobro. É do melhor que há. – Melhor qu' isso, só azinho.

Sobrolho

s'brôlh'

Sobrancelha

Ex: Mái atão, o qu' é que tens aí nesse sobrolho?.... – Chiguí-me munto p' ô pé da boca do forno, vêo uma labareda, chamuscô-me...

Sofefa ou soféfia

sufefa ou suféfia

Bufa; sorriféfia; ventos.

Ex: Bu! Que fador!... Quem saria o malandro que largô aqui uma soféfia?... – Ê cá nã fui. Só se foi o Tóino...

Sofrer

sufrer

Ter qualquer doença.

Ex: Atã o parente Zé 'tá p' além mal? – Pôs ele já há munto tempo que sofria, mái nunca ia ô dôtor...

Sogra

sogra

Trapo enrolado ou rodela de cortiça usada na cabeça pelas mulheres para apoiarem qualquer carga; rodilha.

Ex: Ó filha, sigura-me lá aqui na sogra, p'a ê cá pôr o tablêro à cabeça. – Atã, 'per' aí. Sigure mecêa na sogra, qu' ê ponh'-l' o tab'lêro im cima .

Soidades sôidad's Saudades.

Ex: Õi, que soidad's qu' ê tenho de q'ondo era nova... – Tamém ê cá. Aquil' é qu' eram temp's... Mái atão, tudo passa.

Solêra

s'lêra

Parte inferior do vão da porta, geralmente de pedra ou cimento.

Ex: Ó m'lher, nã te sentes aí na solêra da porta qu' a gente nã dá passado com as coisas. – 'Tá bem.

Solipa

s'lipa

Vara graduada, com uma ponta rachada onde se prende um pequeno copo ou um canudo com que se retira aguardente de medronho recém-destilada do cântaro para verificar a graduação; serve também para medir a quantidade de líquido existente no mesmo.

Ex: Tem cudado, nã me partas a solipa qu' ê nã tenh' vagar p'a andar a fazer ôtra. – Tu nã queres é qu' ê tire aqui más un canudinho dela p' à gente beber...

Sôlo

sôlo

Chão do forno; parte inferior do pão que assenta no sôlo do forno durante a cozedura.

Ex: O forno, deste vez, nã me f'cô à minha vontade. Ach'-l' o sôlo pôc' quente. – Iss' nã há-de ser bem assim. Tu sabes lidar bem com ele.

Solpôsto ou solpostinho

solpôst' ou solp'stinh'

Ocaso; noitecer; escurecer; crepúsculo; boca da noite; lusco-fusco.

Ex: Vam's embora, senã só chegam's a casa à noite. – Ah, isso, antes do solp'stinho, já nã 'tam's lá...

Soltar o tãinque de pancada

soltar'o tãinq' d'pancada

Soltar o tanque totalmente, isto é, não colocar qualquer tempradoiro no bitoque para que a água saia livremente; regar de pancada

Ex: Ê gost' é de soltar o tãinque de pancada. Aquil' é um vê se t' avias a regar. Em men's de nada, me despacho. – Pôs, pôs... e a água que se perde?... P' a nã falar dos quebradoiros... qu' a água leva a terra toda.

Soltêras (papas-)

papas-sòltêras

Papas de milho simples sem qualquer mistura; galinha-de-bico-amarelo; galinha-à-mó; xerém; avélas; papas-moiras.

Ex: Hoje temos que c'mer méme papas-soltêras ô jantar qu'ê nã tive tempo de fazer mái nada. – Atã nã l'e punhas aí um coisinho de chôriça que semp'e se c'miam melhor...

Sôltura

sôltúra

Diarreia; ralêra; borrêra; caganêra.

Ex: É qu' ist' é uma sôltura tã parva qu nã dá tempo p'a nada... – Olha bebe um' àguinha d´arroz, qu' iss' é bom.

Sôlvo

sôlv'

Gole; trago; bebida; golada; pirolito.

Ex: Ist' a aguardente bebe-s' é só dum sôlvo. Assim... – Essa famila que vem aí, de l'sboa, é que tem a mania d' ir b'bend' ist' ôs solvinh's. Tal e qual as m'lheres...

Som de (à)

à som d'

À custa de; pelo efeito de; à força de; em resultado de; ao ritmo de.

Ex: Nã dou fêto nada deste moço. Só obedêce à som de porrada...

Sono dremente ou dromente

son' dr'ment'

Sono profundo.

Ex: Esta m'lher sofre de sono dremente... É só cair na cama, drome até de manhã, nem qu' a casa caia. – A minha, atão, leva a besoirar até às tantas, e, despôs, q'ondo se dêta, 'tá semp' a dar voltas.

Sopas despôs do jantar

sôpas despôs do jantar

Tarde de mais; tardio; extemporâneo.

Ex: Des que tás p' aí zangado com-migo premode ê nã te ter convindado p' à minha morteporque. Toma lá uma chôricinha p'a t' acontentares... – Isso, agora, sã sopas despôs do jantar...

Soriano

surian'

Tecido de lá grosseira (burel), de várias cores.

Ex: Nã sê o que faça com isto, já 'tá todo puído... – Atã isso nã era o soriano do tê avó?... Guard'-ô pr' aí nem que sela p'a recordação...

Soriano do Zé Andrez

surian' do zé andrez

Algo estreito e comprido.

Ex: Esta côrelinha tem um belo comprimento, mal-empregada ser tã estrêtinha... – É c'm' o soriano do Zé Andrez...

Sornar

surrnar

Ressonar; zurrar; roncar; zurnar.

Ex: Ó homem, nã sabes dromir sem levar semp' a sornar?... É qu' ê, assim, nã dô dromido... – Tu, q'ondo 'tás a dromir, sabes o que fazes?...

Sorriféfia

surriféfia

Bufa; sofefa; soféfia; ventos.

Ex: Bu! Que fador!... Quem saria o malandro que largô aqui uma sorriféfia?... – Ê cá nã fui. Só se foi o Tóino...

Sortêo ou sortes

sortêo ou sort's

Inspecção militar; especção.

Ex: O mê filho foi às sortes, f'cô apurado. – Ai, prima, Dés quêra qu'ele, ô men's, nã vá p' ôs Açores...

Sôrver

sôrv'er

Aspirar ruidosamente (geralmente o ranho ou qualquer líquido).

Ex: Anda cá alimpar o nariz qu' ê já nã te poss' ôvir a sôrver o ranho...

Só-se

sóss'

Só.

Ex: Tanto tanto medo dos sapos. Aquilo dão olhado.. – Que jêto?!... Os bichos nã fazem mal a ninguém. Só-se bem....

Só-se!...

sóss'

Nem pensar...; não; isso!...; que jêto?!; alguma vez?!...; era o que faltava!...; tinha que ver...; qual o quém!

Ex: Ó parente, vomecêa podia-me vender aquele bacorinho que tem ali no curral. – Só-se!... Atã e ê cá ficava sem sovão p’a p’rô ano?!…

Sossegar

suss'gár

Acalmar-se; ter calma; descansar.

Ex: Vê lá se te despachas senã chega-se atrasados à missa. – Sossega, qu' inda temos munto tempo.

Sota

sota

Dama no jogo das cartas.

Ex: Mái atã, quem que tinha a sota, qu' ê nã na vi sair? – Tinh' ê cá. Joguí-a logo no prencíp'o.

Sovão

suvão

Porco de engorda para consumo caseiro; cevão.

Ex: Est' ano quái toda a gente tem bons sovõs por aí. – Hôve muita lãinda e milho com fartura...

Sovar

suvar

Sujar; usar; encardir; exovalhar; embedungar; bedungar; luchar; labuçar.

Ex: Inda agora vestiste esse vestidinho lavado já o sovaste todo...

Sovela

suvela ou s'vela

Instrumento composto por um cabo de madeira e um espigão em metal aguçado destinado a fazer furos manualmente em substâncias duras. Muito utilizado pelos sapateiros.

Ex: Nã sô sapatêro, mái tenh' aqui uma sovela de classe. – Atã, empresta-mea lá aí.

Sovina

suvina

Espeto de pau fino modelado com um canivete; equivalente ao capote, no jogo dos três-setes, mas fazendo uma vaza ou mais sem conseguir fazer qualquer ponto.

Ex: Pr' a qu' é que 'tás aí a fazer essa sovina? – Ê, amanhã, na mortepórque, logo te digo p' a qu' é qu' ela serve... – Ãh... É p'a fazeres uma assadura... | Ó parcêro, mal p'r mal, semp'e é melhor uma sovina qu' um capote... – Dêxe lá qu' a d'frença é munto grande... Nã se fez ponto nenhum na méma...

Sovinada ou sovinadela

suvinada ou suvinadela

Picada; ferroada.

Ex: Este raio deste burro nã anda nada... – Exp'rimenta a a l'e dar uma sovinadela no cu que logo vês s' ele nã anda...

Sovinar

suvinar

Implicar; picar; incomodar insistentemente; empencer; caturrar; emblicar; imblicar.

Ex: Quem é que dá aguentado um raio destes, semp' a sovinar uma pessoa... – Nã l'e dês ôvid's e dêx-ô da mão. Olá...

Sssch!...

sssch!...

Ordem de avanço a bestas

Ex: Sssch!... Anda burro!...

Suadoiro

suâdôir'

Sudação provocada propositadamente, geralmente com fins curativos, através de abafamento da pessoa e simultaneamente ingestão de bebidas quentes e madronho.

Ex: Tenh' andado com uma catarrêra que cust'-me a suster de pé. – Ê cá, q'ondo 'tô assim, uso fazer um suadoiro, com madronh' e mel, é um descanso. Em men's de nada me ponho bom.

Suceder

suç'der

Acontecer; dar-se.

Ex: Já hoje, sucedé aqui uma coisa que nem mecêas calculam – Atã o que foi? – Ê logo digo...

Súiças

súiças

Patilhas.

Ex: Mái atão há q'onto tempo é que nã fazes a barba?!... – Agora vô fazer umas súiças até ô quêxo...

Sujar

sujar

Defecar; evacuar; dar de corpo; fazer o serviço; fazer o presente; governar-se; fazer as necessidades; estrumar; obrar.

Ex: Ó homem, o qu'é que tens que 'tás tã 'marelo? – Tenho andado mal da barriga, cust'a sujar. Isto foi qualquer coisa qu'ê comi...

Sujêtar-se

sujêtar-s'

Arriscar-se; habilitar-se; afiturar-se; hablitar-se.

Ex: Quem se sujêta a amar, sujêta-se a padecer...

Sumediço

sumediç'

Que desaparece rapidamente sem se dar por isso.

Ex: Béque-me vinhas aí com o teu cão, já nã o vejo... – E vinha... Mái aquilo é do mái sumediço que possa ser e haver, tã penas uma pessoa dá as costas, ele assim desparêce...

Sumido

s'mid'

Desluzido; magro; encolhido.

Ex: Ó homem, atã nã comes nada? P' a 'tares assim sumido dessa manêra... – Ê como. Mái nã passo disto.

Supôr (um) ou supônhamos (um)

um s'pôr ou um s'pônham's

Uma hipótese; uma suposição.

Ex: Ó compadre, atão e s' a gente im vez de s' ir na carrêra -qu' inda falta tant' ô tempo p'a ela passar - se mandasse ch'mar um carro de praça?... Ist' é um supor... – Calhando, era melhor... Nã há-de custar munto más qu' os b'lhetes p' à gente os quatro...

Sustãinça, sustança ou sustância

s'stãinça, s'stança ou s'stância

Sustento; força; vigor.

Ex: Tóino, põe um belo azêtinho q’o tempero é que nos dá a sustãinça.

Suster

s'ster

Segurar; manter; aguentar; assentar; assilhar.

Ex: O raio do burro desata a qu'rer fugir, mái ê cá sustive a arreata e aguentí-o.

Sustido

s'ster-s'

Seguro; mantido; assente.

Ex: Munto andí, hoje... Dêxame lá assentar que quái que nã me dô sustido em pé...

Suster-se

s'ster-s'

Segurar-se; manter-se; aguentar-se; permanecer; ficar.

Ex: Ele c'meçô-m' a ch'mar nomes, ê nã me dí sustido, afinquí-l'e com um pontapé nas canelas... – Agora, quero ver q'ond' o pai dele t' apanhar... – Ê fujo...

Email: refoias
©O Parente da Refóias (2005)
Última mexida: 08-Jun-2011

Site Meter